Pesquisar
Close this search box.

Paraná registra 3.232 mortes nos 10 primeiros meses do ano

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Até outubro deste ano, o Paraná registrou 3.232 mortes – vítimas de crimes violentos, feminicídio, homicídio doloso, lesão corporal e latrocínio. Em comparação com o mesmo período de 2022, houve uma redução de 9%.

Entretanto, o número de homicídios dolosos no trânsito dobrou. De janeiro a novembro do ano passado foram registrados 15 crimes do tipo. Neste ano, foram 31. O homicídio doloso no trânsito é aquele em que a pessoa assume o risco de matar.

Apesar dos números baixos para feminicídio (61) e homicídio doloso no trânsito (31), eles também entram na categoria de homicídio doloso simples (1.499). Conforme a SESP (Secretaria da Segurança Pública do Paraná), um mesmo boletim pode ter várias naturezas, por isso uma mesma ocorrência pode ser notificada em dois grupos.

Das 399 cidades do Paraná, 153 (38%) não registraram mortes de janeiro a outubro, 88 (22%) registraram apenas um e 100 (25%) registraram de 2 a 5 ocorrências do crime. Entre as cidades sem registro estão Pranchita, com 5.737 habitantes; Itaguajé, com cerca de quatro mil habitantes; e Cafeara, com 2.627 habitantes.

Para o secretário da Segurança Pública do Paraná, Hudson Leôncio Teixeira, a queda nos crimes de morte está atrelada ao trabalho de combate, com fiscalização nas ruas e investigações complexas. “As forças foram reestruturadas, ganharam equipamentos e novos servidores, e estão trabalhando, sempre diminuir ainda mais esses dados”, justifica.

Com Informações Portal Paraná

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha