Pesquisar
Close this search box.

Palmas Esportes completou 10 anos e comemorou em grande estilo

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

No sábado (03), no Clube União, foi realizada uma grande festa em comemoração aos 10 anos do Palmas Esportes. Diversas pessoas que contribuíram com a equipe foram homenageadas, dentre elas, Alex Strapasson, o atleta que mais vestiu a camisa da equipe e o que fez mais gols; massagista, Cezar Augusto dos Santos “Axé”, (in memoriam), atleta Filipinho que fez o milésimo gol, a torcida organizada Raça Parminha, entre outros.

Após as homenagens, ocorreu baile com a banda Kathedral.

O presidente do Palmas Esportes, Gilmar Gubert, se referiu a trajetória do clube profissional nestes 10 anos, mas, também destacou o apoio ao esporte amador através das escolinhas de base. “Temos um exemplar de cada camiseta nestes 10 anos da equipe, contamos com a participação das empresas e do comércio que desde o início apoia o Palmas Esportes ajudando para que tenha uma história no Paraná. Somos eternamente gratos”.

José Luiz Strapasson (Burrego), que também faz parte da diretoria comentou a importância dessa comemoração, e, enfatizou sobre o fortalecimento das escolinhas de base, que dá condições para que as crianças e adolescentes não fiquem nas ruas. “O esporte dá essa condição para a pessoa ter uma vida melhor e constituir vinculo de amizades”.

O técnico e um dos fundadores da equipe, André Bueno (Carrinho), contou sobre o início da equipe. “O projeto se iniciou pequeno, com alguns patrocinadores que já nos conheciam e acreditaram, mas, a cada ano foi tomando corpo. Homenageamos mais de 150 empresas que nestes 10 anos ajudaram o Palmas Esportes a construir essa história”, enfatizou e menciona que tem o sentimento do dever cumprido.

“O Palmas Esportes é muito importante para a cidade. Acompanho, desde o início de sua jornada, seja na alegria ou na tristeza”, disse o voluntário da equipe, Victor Allebrandt.

O atleta, Alex Strapasson, se diz feliz por toda essa trajetória no Palmas Esportes, ele que fez parte do plantel da equipe em 2014, após ter jogado por 13 anos na Itália. “Retornei a Palmas onde iniciei minha carreira, consegui fazer história na equipe, sendo maior artilheiro, foi uma fatalidade que no centésimo gol machuquei o joelho e tive que encerrar minha carreira”.

Kauê, filho do Axé, comentou a contribuição de seu pai para a equipe nestes 10 anos. “Recebo essa homenagem em nome dele, demonstrando tudo que representou para o esporte palmense, pois, sempre esteve envolvido”.

O diretor do departamento de Esportes, Edson Bertotti, parabenizou a equipe por essa década da equipe e por esse evento magnífico, valorizando todos que ajudaram. Comentou também a parceria da Prefeitura e a equipe, bem como, a importância das categorias de base.

O maestro, Adimorvan Picolo, autor do hino da equipe do Palmas Esportes, relatou que a diretoria lhe formalizou este pedido. “Fiquei feliz por lembrarem de mim. Compus o hino, letra e melodia, quem gravou as vozes foram Odair José Silveira Gomes, Bruno Pachesen, Adimorvan e o Lucas Cola. Conseguimos retratar no hino do clube bastante frases”, disse ele e destacou a atuação da mulher no esporte.

 

 

 

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha