Pesquisar
Close this search box.

Loja Maçônica Hiro Vieira comemora seu jubileu de ouro

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

A cidade de Palmas foi palco das comemorações do cinquentenário da Loja Maçônica Hiro Vieira, Nº 38, fundada em 15 de setembro de 1973, por corajosos e valorosos irmãos de Palmas e região. Teve como seu primeiro Venerável Mestre o Dr. Anísio de Jesus Belo Vieira. Ao longo desses 50 anos muitos irmãos passaram pela loja e outros permanecem ativos há mais de 40 anos.

Atualmente a loja conta com 31 membros ativos. Sempre buscando apoiar as instituições sociais do nosso município, como a Apae da cidade, com membros atuando na diretoria como presidente e tesoureiro por diversos anos. Idealização, instalação e manutenção da Casa de passagem, o IPAC. Prêmio Mérito Estudantil, reconhecimento concedido pela loja aos melhores alunos do oitavo ano das escolas estaduais, com troféu de honra ao mérito e livro de literatura que estava entre os 10 mais vendidos no ano. Dentre outras ações que condizem com o lema da maçonaria universal “LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE”.

A maçonaria é uma sociedade filosófica e filantrópica que tem por objetivo tornar feliz a humanidade pelo amor, pelo aperfeiçoamento dos costumes, pela tolerância, pela igualdade e pelo respeito à autoridade e à crença de cada um.

No cerimonial, em comemoração ao cinquentenário, ocorrido em 15 de setembro último, no Clube União Recreativo Palmense, estiveram presentes várias autoridades maçônicas, dentre elas a comitiva da Grande Loja do Paraná com seu Grão Mestre Marco Antonio Correa de Sá, Veneráveis Mestres das lojas Normando Jusi (Pato Branco), União III (União da Vitória), Caridade Palmense (Palmas), Campos de Palmas (Palmas), Tríplice Fraternidade (Francisco Beltrão), Acácia de Clevelândia e Abelardo Luz. Além de maçons fundadores que foram homenageados e vieram de diversas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

História

Para registro histórico, na edição, com data de (30) de setembro a (06) de outubro, em 2005, neste meio de comunicação foi publicada matéria com o seguinte título: “Loja Maçônica Hiro Vieira comemora 32 anos em Palmas”.

O texto evidencia seus membros e a atuação da Loja junto a comunidade palmense, contribuindo em vários setores e também enfatizando os ideais maçônicos que são Caridade e Fraternidade.

 

Nós não somos maus.

Nós não prejudicamos ou seduzimos pessoas.

Nós não somos perigosos.

Nós somos pessoas normais como você.

Nós temos famílias, empregos, esperanças e sonhos.

Nós não somos um culto.

Nós não somos o que você acha que somos quando vê TV.

Nós somos reais.

Nós rimos, nós choramos.

Nós somos sérios.

Nós temos senso de humor.

Você não precisa ter medo de nós.

Nós não queremos converter você.

E por favor, não tente nos converter.

Apenas nos dê o mesmo direito que nós damos a você: Viver em paz.

Nós somos muito mais similares a você do que você imagina. Somos Pais, filhos, irmãos, primos, vizinhos, amigos.

Somos Católicos, Evangélicos, Espíritas, Muçulmanos, Judeus, Comerciantes, Empresários, Funcionários Públicos, Funcionários de Empresas e de Comércios, Garçons, auxiliares de Escritórios, profissionais Liberais e etc.

Todos unidos independente de credo, raça, cor, religião ou partido político.

Somos uma instituição Associativa de homens esclarecidos e virtuosos, que se congregam entre si, como irmãos que somos cujo fim é viver em perfeita igualdade, intimamente ligados por laços de recíproca estima, confiança e amizade, estimulando- se uns aos outros, na prática da virtude.

Estas definições não são perfeitas, apenas suficientes para nos convencer de que a Ordem Maçônica foi, é, e sempre deverá ser a união consciente de homens íntegros, virtuosos, desinteressados, generosos e acima de tudo devotados. Irmãos livres e iguais, ligados por deveres de fraternidade, que pelo exemplo e prática da virtude, buscam esclarecer os homens e prepará-los para a emancipação progressiva da humanidade.

Uma verdadeira escola, não só de moral como também de filosofia social e espiritual, um sistema, revelado aos Maçons por alegorias e ensinado através de símbolos, guiando seus adeptos à prática e ao aperfeiçoamento dos seus mais elevados deveres.

Afugentando os baixos sentimentos de materialismo, de sensualidade e de mundanismo e invocando sempre o GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO, tornando-nos dignos de si mesmos, da Família, da Pátria e da Humanidade.

Somos Maçons.

Com muito Orgulho e com muita Honra.

Autores

Weber Varrasquim e João Roberto Clima de Souza.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha