Pesquisar
Close this search box.

Júnior Chisté: Vivemos o futuro, esquecemos do presente

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Em um mundo onde as telas capturaram nossa atenção de forma tão intensa, é fácil se perder na miríade de informações, imagens e interações que elas oferecem. Mas, ao fazê-lo, corremos o risco de perder de vista o mundo ao nosso redor, as pessoas ao nosso lado e as maravilhas da vida real.

É uma questão de reconectar com o ambiente que nos cerca. Podemos começar simplesmente olhando para cima e notando o céu, as árvores, as nuvens em constante mudança. Podemos dedicar um tempo para ouvir os sons ao nosso redor – o gorjear dos pássaros, o sussurro das folhas ao vento. Podemos fazer contato visual com aqueles que passam por nós, sorrir, cumprimentar, reconhecendo nossa humanidade compartilhada.

Desligar as telas periodicamente pode parecer desafiador no início, mas é um passo essencial para recuperar nossa conexão com o mundo físico e com as pessoas ao nosso redor. Ao fazê-lo, podemos redescobrir a beleza da simplicidade, a riqueza das interações pessoais e a gratidão pela vida que pulsa ao nosso redor.

Não se trata de abandonar completamente as redes sociais ou a tecnologia, mas sim de encontrar um equilíbrio saudável entre o mundo digital e o mundo real. É sobre lembrar que, por trás de cada tela, há uma vida vibrante esperando para ser vivida plenamente.

Júnior Chisté, psicólogo, escritor e palestrante. Atende através de

vídeo-chamadas,

(49) 9 9987 9071.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha