Pesquisar
Close this search box.

Jornais do Paraná conhecem projeto Queijarias de Araucária

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Os representantes de mais de vinte jornais do Estado que estiveram em Araucária no sábado, (02), aproveitaram sua estada na cidade para conhecer um projeto legitimamente araucariense: o de regularização da produção artesanal de queijos e outros derivados de leite.

Esses jornais vieram a Araucária para participar de um encontro da Associação dos Jornais e Revistas com Portais do Interior do Paraná (ADJORI/PR) e, a convite da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAG), conheceram a Queijaria Beija-Flor, localizado na região de Roça Nova.

A produção de queijos e outros derivados de leite no local é comandada pelo casal Cristina Rendak Patyk e Luiz Carlos Patyk, que apresentaram aos jornais sua rotina de trabalho e como o programa Queijarias Araucária os ajudou. “A gente sempre trabalhou com queijo, mas sempre de maneira informal, agora – com o apoio da Prefeitura – conseguimos legalizar a nossa produção, com as licenças necessárias para comercializarmos nossos queijos em qualquer lugar do país”, comentou Cristina.

Idealizado pela Secretaria Municipal de Agricultura, o projeto Queijarias de Araucária tem ainda o apoio do IDR e do SENAR. “O nosso objetivo com esse trabalho é regularizar a produção artesanal de queijos e outros derivados de leite por produtoras e produtores rurais no município, atendidos pelo programa de inseminação artificial de bovinos leiteiros e de sanidade animal, executado pela SMAG, através do Serviço de Inspeção Municipal, para permitir sua comercialização nas feiras municipais e dentro do circuito de agroturismo da região, trazendo novas oportunidades para a agricultura familiar”, explicou Dayane Navarrete Stall, secretária de Agricultura.

Renata Kubaski de Araújo, veterinária da Secretaria de Agricultura e responsável pelo projeto de regularização das queijarias artesanais de Araucária, explicou aos representantes de jornais que o projeto iniciou em 2022, com quatro participantes. “Atualmente cerca de dez produtoras são atendidas pelo projeto, acompanhadas a cada passo do processo de fabricação do queijo: da higiene no preparo e escolha de matéria-prima de qualidade, adequação das instalações, rotulagem até o armazenamento do produto”, contou.

Entre as queijarias participantes estão a Queijaria Bom Paladar, localizado em Lagoa Suja; Queijaria PMHG, em Formigueiro; Queijaria Chácara dos Quero-Queros, no Botiatuva; Queijaria Beija-Flor, no Roça Nova; Queijaria Pôr-do-sol, no Roça Velha; Queijaria Siedeliski, em Mato Dentro; Queijaria Dona Laurita; no Tietê e Queijaria Da Cecília, em Rio Abaixo.

Visita

Entre os jornais que conheceram o projeto Queijarias Araucária estão A Folha do Sudoeste, Novo Tempo, Jornal Hoje Centro Sul, Jornal da Cidade, Jornal Noroeste, Jornal O Trombeta, Jornal da Fronteira, Jornal O Regional, Jornal Rio Mafra Mix, Jornal O Pioneiro, Folha de Palotina, Folha do Norte, Gazeta da Cidade, A Folha de Irati, Gazeta de Palmeira, A Tribunal Regional da Lapa, Gazeta de Pinhais, Gazeta Metropolitana, Tribuna dos Mananciais, Jornal Impacto, além do anfitrião da reunião, que foi o Jornal O Popular.

Quer saber mais?

Se você gostaria de conhecer um pouco melhor o projeto Queijarias de Araucária, entre em contato com a Secretaria de Agricultur por meio do telefone 41 3614-7532.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha