Pesquisar
Close this search box.

Escola Municipal do Pedregulho muda de nome

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

No dia (27) de setembro foi publicada em Diário Oficial a Lei nº 1095/2023, que altera o nome da Escola Municipal do Campo Pedro Ferreira de Almeida, localizada na Linha Pedregulho, interior de Cel Domingos Soares, para Escola Municipal do Campo Professor Miguel Telles Rodrigues – Educação Infantil e Ensino Fundamental. A lei é de autoria do vereador Valdir Castanha.

Conforme a exposição de motivos do Projeto de Lei, o homenageado era natural de Lagoa Vermelha (RS), mudando-se para Cel Domingos Soares (na época conhecido como Retiro) em 1961, para trabalhar na fazenda de propriedade de seu tio.

“(…) na visão adiantada do seu Miguel ainda faltava algo pra comunidade. Mais uma vez procurou a ajuda do Padre Natalício para conseguir materiais escolares e dar início aos estudos de seus filhos e dos vizinhos, crianças e adultos que tinham interesse puderam ter acesso as primeiras lições que aconteciam ali mesmo na residência do casal.

Assim seguiram as missas e aulas de maneira improvisada, mas com dedicação e o carinho de quem sabe que eram pilares a serem fortalecidos e ampliados para a construção de uma comunidade, então com o incentivo e ajuda de sua companheira, seu Miguel buscou junto à comunidade através de doações de madeira ou mesmo de serviço e conseguiu serrar as tábuas necessárias para a construção da Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes a qual também serviu de sala de aula por um longo período de tempo.  A distância e o relevo dificultavam a vida dos que moravam naquela região e buscando uma melhoria na qualidade de vida para sua família, em 1974 seu Miguel deixou a propriedade onde morava próximo ao rio Iguaçu e comprou o terreno onde ainda hoje moram alguns de seus filhos, na comunidade do Pedregulho.

Sua vontade de ensinar e ajudar o próximo novamente se sobressaíram, suas aulas aconteciam nas dependências da Igreja, que também foi construída em seu terreno com a ajuda da família e da comunidade, igreja esta que foi chamada de São Miguel e carinhosamente a Escola era chamada de Santa Helena.

Pioneiro em sua comunidade, pode-se dizer que seu Miguel foi um homem adiante de seu tempo, não relutava em ir à casa de seus vizinhos e convencê-los a deixar seus filhos estudarem, pois, ele e sua esposa acreditavam que através do estudo as pessoas poderiam obter uma melhoria na qualidade de vida. Para eles, a jornada de seus irmãos em Cristo poderia ser mais suave e com mais conquistas se nela fosse adicionada a possibilidade de acesso ao estudo e seguindo os ensinamentos de Deus.”

O então prefeito em exercício, Liomar Bringhentti, sancionou a lei, que entrou em vigor na data de sua publicação.

P.M.C.D.S.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha