Pesquisar
Close this search box.

Capacitação reúne em Foz do Iguaçu 800 professores e técnicos pedagógicos da rede estadual

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Mais de 800 professores e técnicos pedagógicos da rede estadual de ensino participam nesta semana, em Foz do Iguaçu, de dois eventos de capacitação promovidos pela Secretaria da Educação (Seed-PR). Um deles voltado aos profissionais que atuam na educação profissional e o outro a técnicos de todas as regionais da educação do Paraná. Os encontros começaram na quarta-feira (10) e seguem até esta sexta-feira (12).

O maior número de participantes é do Primeiro Encontro de Coordenadores de Curso da Educação Profissional, com 500 pessoas. Elas têm acesso a oficinas de empregabilidade, observação de sala de aula e técnicas pedagógicas de liderança. “A procura por cursos técnicos integrados ao Ensino Médio tem crescido significativamente na rede de ensino do Estado”, diz o secretário da Educação, Roni Miranda.

Ele lembra que, em 2018, a modalidade ofertava pouco mais de 14 mil  vagas. Em 2024, o número saltou para 50 mil vagas, um aumento de 347%. “Da mesma forma, a oferta de vagas nas áreas de Tecnologia da Informação (TI) também foi ampliada com aumento de 615% em seis anos. Em 2018 eram 3.250 e, neste ano, são 20.015”, destaca o secretário.

Outro fator que impulsionou a ampliação das vagas da Educação Profissional da rede estadual de ensino foi a demanda do setor produtivo por maior capacitação dos estudantes. Uma pesquisa realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e pelo Serviço Social da Indústria (Sesi), com mais de mil executivos de pequenas, médias e grandes indústrias brasileiras, apontou que um terço dos entrevistados colocam a modalidade de ensino profissionalizante como o ponto mais forte da educação pública no país. Destes, 45% destacaram, entre os pontos positivos, a preparação para o mercado de trabalho e 75% a importância de cursos voltados para a necessidade desse mercado.

“Procuramos ouvir o setor produtivo na atualização da nossa oferta de capacitação”, explica Miranda. Ele lembra que a Secretaria da Educação firmou parceria com o Senai/PR para oferta de cursos na área da indústria. “Além da indústria, temos na rede administração, agronegócio, formação de docentes, desenvolvimento de sistemas, programação de jogos digitais, hospedagem, planejamento e controle de produção. A área mais procurada é a de administração, seguida por desenvolvimento de sistemas e formação de docentes”, informa.

EMBAIXADORES – A Formação de Embaixadores 2024 é direcionada aos técnicos pedagógicos dos 32 Núcleos Regionais de Educação do Paraná que atuam na implementação e no desenvolvimento dos programas que utilizam recursos educacionais digitais ofertados pela Seed-PR para conteúdos como o inglês, matemática e o Leia Paraná, que busca fomentar o gosto pela leitura, desenvolver competências leitoras, fortalecer o hábito de ler nas diferentes áreas do conhecimento.

Outro foco é a Redação Paraná, plataforma de produção textual que trabalha de forma integrada com o professor. A inteligência artificial corrige a estrutura da língua e o professor a parte discursiva e subjetiva da redação. Há, ainda, a Programação Paraná, que visa a formação do estudantes nas áreas de tecnologia e inovação, e Desafio Paraná, plataforma para lições de casa, utilizada por todos os estudantes e professores da rede estadual de ensino.

Os 300 participantes têm oficinas com temáticas diversificadas, como Gestão de Pessoas e Processos, Trabalho Pedagógico com o Currículo Paranaense e Recursos Educacionais Digitais, além das específicas orientadas para cada programa. “Os resultados deste encontro serão vistos na ponta, refletindo diretamente na melhoria do trabalho dos profissionais e no processo de aprendizagem dos nossos alunos por meio do uso das plataformas aliadas à educação em sala de aula”, afirma o secretário.

Entre os principais objetivos da formação está justamente a qualificação do trabalho desenvolvido pelos embaixadores junto aos professores e estudantes da rede estadual de ensino, que deverão utilizar a troca de experiências ao longo do evento para enriquecer as estratégias de atuação nas comunidades escolares.

PLATAFORMAS – Viabilizadas para facilitar a prática pedagógica, as plataformas digitais de aprendizagem incorporam variedade de recursos interativos, como vídeos e quizzes, ampliando as oportunidades educacionais e tornando a jornada de aprendizado mais envolvente, flexível e personalizada.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha