Pesquisar
Close this search box.

Talentoso escritor palmense enfrenta a dor pela perda da mãe e lança obra literária 

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

O jovem escritor palmense, Gabriel Alves, 15 anos, autor do livro de poesias Versos Intimistas, visitou a Biblioteca Municipal Santos Dumont. Vale lembrar que o lançamento da sua obra ocorreu dia (11) de abril deste ano, no Centro Cultural.

A diretora do departamento de Cultura, Cassimara Longhi, frisou que neste local existe um espaço dos escritores palmenses. “Temos a grata satisfação de ter mais um exemplar escrito por um jovem palmense”.

 

Esclareceu que através da Lei Paulo Gustavo, o autor conseguiu fazer a publicação desse livro. “Também tem alguns exemplares que estão destinados à venda, ele já tem um projeto futuro e com o valor arrecadado já se prepara para a publicação desse novo livro. Quem quiser adquirir o livro do Gabriel pode vir a Biblioteca Municipal e também temos a disposição para empréstimo ou se deslocar ao colégio Dom Carlos, o valor é R$ 50,00, cada exemplar”, comentou e afirmou a importância que tem um professor na vida de um aluno, “esse projeto é um conjunto de incentivos”.

O jovem escritor relatou que a maior inspiração para escrever o livro foi a perda da sua mãe. Segundo ele, um momento muito difícil, “após um fato assim, as pessoas sofrem de depressão, foi bem difícil lidar com essa situação. Escrevi os poemas para ela, acredito que muitas pessoas se identificam muito com o que escrevi”, assinalou.

Ele contou ainda, para vencer toda essa dor teve apoio dos familiares, dos professores do colégio Dom Carlos e também dos seus amigos.

Revelou também que sempre gostou de escrever, porém, guardava segredo. “Hoje, em dia ao ver que as pessoas gostam do que escrevo é uma satisfação muito grande. Demonstro minhas emoções muito mais escrevendo do que falando”, justificou e acrescentou que seus poemas evidenciam que a vida é feita de fases e tudo pode ser superado. O escritor já tem outro projeto em andamento sobre poesias, onde irá escrever sobre seus sentimentos.

Para o futuro disse que pretende cursar a faculdade de Letras e ser um grande nome da poesia.

Estrofe do livro

Tenho saudades suas…

Às vezes me pego sozinho na rua

Pensando e vendo as estrelas

E meu maior desejo é novamente vê-la.

Saudades daquele abraço

Que no meu peito dói igual ácido

Hoje choro novamente já que ninguém é de aço

E é por você saudosa mãe, que todos

esses versos eu faço.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha