Pesquisar
Close this search box.

Sessão Especial votou as contas de ex-prefeito e ex-prefeita de CDS, uma foi aprovada a outra reprovada

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Na sexta-feira (22), na Câmara de Vereadores de Cel Domingos Soares, foi realizada Sessão Especial de Julgamento das Contas da ex-prefeita Maria Antonieta de Araújo Almeida (exercício financeiro 2020) e do ex-prefeito, Valdir Pereira Vaz, (exercício financeiro de 2016).

Seguindo o rito da Sessão, primeiro foram votadas as contas de Pereira Vaz. Cada vereador se dirigiu a Tribuna Livre e divulgou verbalmente seu voto. O resultado final foi de 7 a 2 para a aprovação.

Logo em seguida foram as contas da Dona Maria, o advogado, Dr Tobera, fez as arguições e depois o mesmo rito, cada vereador votou e o resultado foi de 4 a 5, para a reprovação das contas. Destaca-se, para a aprovação das contas deve-se ter 2/3 dos votos.

Dr Tobera, esclareceu que infelizmente a defesa já aguardava e esperava o resultado totalmente político e de pessoas que estavam amedrontadas com a possível candidatura da Dona Maria para a eleição desse ano. “As contas que foram reprovadas, não levaram em conta, alguns pontos, pois, a Prefeita deixou mais de R$ 4 milhões em caixa por uma dívida de apenas R$ 2 mil, sendo um erro interno da Contadoria que não destinou para uma conta específica, absolutamente, foi um contra censo o resultado da votação. Não ocorreu nenhum prejuízo ao erário público, se ocorreu, a culpa foi da Contabilidade”, argumentou o advogado.

Explicou também que o processo do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE/PR), apresentou várias nulidades absolutas, em razão que Dona Maria não foi intimada para apresentar sua defesa durante o processo administrativo para comprovar sua inocência. “O atual Prefeito encaminhou ofício ao TCE destacando que foi uma mera irregularidade e não teve prejuízos a atual gestão”.

Informou também que referente a este pleito vê com tranquilidade que não irá ocorrer a cassação dos direitos políticos da ex-prefeita em razão dessa prestação de contas, “não teve dolo comprovado e não teve qualquer vício de conduta dela. Vamos tentar a nulidade do processo do TCE, em razão da ausência de intimação ou citação da mesma para apresentar sua defesa. São várias irregularidades nos processos do TCE e da Câmara de Vereadores e na própria votação que deixaram de analisar todas as provas que foram consignadas. Simplesmente ignoraram todas as provas e pensaram apenas no pleito eleitoral”, reiterou.

Votações

Favoráveis a aprovação das Contas do Valdir Vaz

Vereadores: Alberto Knolseisen, Adilson Santa Fé, João Evandro, Tiago Montebeles, Victor Andrei, Jucelio Camargo e Kiko.

Contrários a aprovação das Contas do Valdir Vaz

Vereadores: Valdir Castanha e Anderson Guimarães.

Favoráveis a aprovação das Contas da Dona Maria

Vereadores: Alberto Knolseisen, Adilson Santa Fé, Tiago Montebeles, Jucelio Camargo e Kiko.

Contrários a aprovação das Contas da Dona Maria

Vereadores: João Evandro, Valdir Castanha, Anderson Guimarães e Victor Andrei.

 

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha