Pesquisar
Close this search box.

Redução do custo de armazenagem irá auxiliar produtores, destaca Dalanhol

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

O diretor técnico da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM), Ivanir Dalanhol, esclareceu sobre o importante avanço que ocorreu para a redução dos custos de armazenagem nas câmaras frias da Codapar, que se tornava muito caro, impactando no custo final da produção.

Segundo ele, por diversas vezes esteve na Capital do Estado, em reunião com o secretário de Agricultura, Noberto Ortigara e com o Diretor-presidente do IDR, Natalino de Souza, posteriormente, foi realizada reunião em Palmas e ficou definida a redução do custo de armazenagem, não apenas da maçã, mas também de outros produtos.

Exemplificou, “antes de baixar a tarifa, uma fruta armazenada na câmara fria, custava R$ 50,00, ao mês, mais R$ 25,00 de recepção e R$ 25,00 de expedição, o custo ficava em R$ 100,00 por tonelada, hoje a tarifa baixou para R$ 50,00, este valor é mais barato do que na iniciativa privada”.

Dalanhol destacou ainda a parceria da ABPM, secretaria Estadual de Agricultura, IDR e do prefeito de Palmas, Dr Kosmos, que também se empenhou nessa questão.

Destacou também que o diretor-presidente do IDR, destinou para a Prefeitura de Palmas, duas câmaras frias, com 300 toneladas cada, para a armazenagem dos produtos da agricultura familiar, sem custo ao produtor.

 

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha