Pesquisar
Close this search box.

O sonho se tornou realidade, Brasil foi escolhido país sede da Copa do Mundo Feminina, palmense fez parte desta vitória

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

O Brasil vai sediar a 10ª edição da Copa do Mundo Feminina de Futebol FIFA 2027. O anúncio foi divulgado na madrugada da sexta-feira, (17), no 74º congresso da entidade, em Bangkok, na Tailândia. A decisão traz o Mundial pela primeira vez para a América do Sul. O Brasil concorria contra uma candidatura unificada entre Alemanha, Holanda e Bélgica.

A palmense, Valesca Araújo, era a executiva responsável pela Operação e Infraestrutura da candidatura do Brasil para este evento esportivo.

Em abril deste ano, a executiva concedeu entrevista via Google Meet, para a TV A, e comentou o privilégio de levar o nome de sua terra natal pelo mundo afora.

Confira alguns trechos da entrevista  

Experiência

Explicou que em 2011, iniciou no Comitê Organizador da Copa Masculina e 2014, atuou na Copa do Mundo. “Para a realização de uma Copa do Mundo envolve uma série de tratativas, incluindo esferas governamentais, não é algo fácil. Quando surgiu o convite há 01 ano, fiquei muito feliz, estando envolvida vejo que há possibilidade de o Brasil ser país sede, isso poderá ocorrer, seria incrível”.

Chances

Valesca, deixou explícito os pontos positivos do Brasil para vencer a disputa, “estamos prontos, a gente quer, o Brasil sabe fazer grandes eventos esportivos e o mundo gosta muito de vir para o Brasil. Na questão turística é muito atrativo e também temos uma gama de profissionais formados, um legado que ficou da Copa de 2014 e ratificou com os Jogos Olímpicos e demais eventos esportivos”.

Fator econômico 

Valesca revelou que foi realizado um estudo e entregue a FIFA, “nosso estudo foi conservador, atualmente a estimativa é que gire no Brasil devido a Copa do Mundo 100 milhões de dólares. O estudo que foi entregue pelos governos da Austrália e Nova Zelândia, com a realização da última Copa do Mundo Feminina, ficou em torno de 5 bilhões de dólares”.

Disputa

A candidatura do Brasil prevê que o torneio será disputado entre os dias (24) de junho e (25) de julho de 2027. A competição terá 32 países e 64 partidas. A abertura e a final estão programadas para o Maracanã, no Rio de Janeiro.

Sedes  

As sedes previstas são Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha