Pesquisar
Close this search box.

Mais de 20 jornais do Paraná participam de bate-papo com o prefeito de Araucária, Hissam Dehaini

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, foi sede  de um encontro da Associação dos Jornais e Revistas com Portais do Interior do Paraná (ADJORI/PR). O evento foi realizado no sábado, (02), e na programação esteve um bate-papo com o prefeito da cidade, Hissam Hussein Dehaini.

Conhecido no Paraná todo como o prefeito que reduziu o valor da passagem de ônibus para apenas R$ 1,00, Hissam explicou que desde que assumiu o comando da cidade, em 2017, elegeu o transporte coletivo como uma de suas prioridades. “Transportamos diariamente mais de 50 mil pessoas em nossas linhas de ônibus. São trabalhadores, estudantes, idosos, doentes, desempregados. Enfim, a grande maioria de nossa população usa o transporte coletivo e ele precisava ser acessível a todos”, contou.

Arrojado, Hissam disse que para universalizar o transporte coletivo travou uma verdadeira guerra contra “o sistema”. “Mesmo com a passagem beirando os R$ 5,00, a Prefeitura ainda subsidiava em média R$ 50 milhões anualmente para manter os ônibus rodando. Essa conta não fechava na minha cabeça. Algo estava errado. Com o apoio da minha equipe fui buscar entender onde estavam os gargalos. Iniciávamos aí uma guerra para baixar a passagem. Foram muitas as batalhas, extinguimos uma companhia de transporte coletivo, rompemos contratos estranhos, acabamos com o monopólio dessa concessão. Passados sete anos, hoje temos, além da passagem a R$ 1,00, um sistema de transporte coletivo com mais de 100 ônibus, todos comprados zero. Oferecemos isenção tarifária a todos os nossos estudantes. Aos domingos andar de ônibus em Araucária é grátis. Subsidiamos a integração com Curitiba para que o araucariense chegue a Capital pagando apenas uma passagem. Chego ao último ano de meu mandato feliz em termos travado essa luta em prol do trabalhador”, comenta.

Ainda durante a conversa, Hissam ressaltou outros pontos de sua gestão que fizeram com que Araucária fosse reconhecida nacionalmente, como a iluminação pública 100% em led, os semáforos inteligentes, o maior programa municipal de castração de cães e gatos de todo o Estado, a pavimentação de mais de 200 quilômetros de estradas rurais, a construção de mais de vinte escolas e cmeis em apenas sete anos e o investimento pesado em segurança pública, com a contratação de centenas de guardas municipais e viaturas. “Quando assumi o comando da Prefeitura de Araucária, a cidade estava feia, escura, sem segurança. O Poder Público estava desacreditado, com prefeitos e vereadores sendo presos acusados de corrupção. Os fornecedores não queriam nem vender para a Prefeitura, porque ela não pagava. E olha que o nosso orçamento é bilionário. Com uma gestão séria, fizemos o dever de casa e a população reconheceu isso nas eleições de 2020, quando fui reeleito com praticamente 90% dos votos válidos. E tudo isso sem fazer campanha”, explicou.

Para finalizar, Hissam ainda fez questão de agradecer a visita dos filiados à Adjori. “Fico muito feliz de vocês estarem aqui na nossa cidade hoje. Sei da importância da imprensa, principalmente a local, como é o caso de vocês. Temos que apoiar sem interferir no trabalho de vocês e é isso que procuramos fazer aqui”, finalizou o prefeito.

Participaram do bate-papo com Hissam representantes dos jornais A Folha do Sudoeste, Novo Tempo, Jornal Hoje Centro Sul, Jornal da Cidade, Jornal Noroeste, Jornal O Trombeta, Jornal da Fronteira, Jornal O Regional, Jornal Rio Mafra Mix, Jornal O Pioneiro, Folha de Palotina, Folha do Norte, Gazeta da Cidade, A Folha de Irati, Gazeta de Palmeira, A Tribunal Regional da Lapa, Gazeta de Pinhais, Gazeta Metropolitana, Tribuna dos Mananciais, além do anfitrião da reunião, que foi o Jornal O Popular.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha