Pesquisar
Close this search box.

Justiça determina prisão de mãe biológica suspeita de raptar criança que estava com família acolhedora

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

A Justiça decretou a prisão do casal suspeito do rapto da menina Ágata Sofia Saraiva, desaparecida desde a noite de quinta-feira (11) em Cascavel, no oeste do Paraná. A mãe biológica da criança e o namorado dela são os principais suspeitos do crime. Com a prisão decretada, o casal agora passa a ser considerado foragido da Justiça.

Ágata Sofia faz parte do programa Família Acolhedora e foi vista pela última vez antes de entrar em um carro que parou na frente de sua casa. Segundo o portal Catve, a mãe biológica da criança raptada em Cascavel é Emily Santos Saraiva, de 18 anos, natural de Suzano–SP.

O namorado dela foi identificado como Maicon Henrique Paco. O casal deve responder por sequestro, cárcere privado e subtração de incapaz. O secretário municipal de Assistência Social, Hudson Moreschi, confirmou que a criança foi retirada da família acolhedora, definida pelo Poder Judiciário, sem autorização, de acordo com a Polícia Civil, Ágata Sofia estava na frente da casa da família acolhedora quando um carro parou na frente do imóvel, chamou pela menina e fugiu levando a criança.

O carro usado no rapto foi encontrado em uma propriedade rural e seria do sogro da mãe biológica da menina. O casal, no entanto, ainda não foi encontrado. A Polícia Civil investiga o caso desde a noite de quinta e, até a publicação desta matéria, não havia revelado mais detalhes do caso para não atrapalhar o andamento do trabalho.

Fonte:PPNEWS

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha