Pesquisar
Close this search box.

Desenrola Brasil: governo prorroga prazo de adesão para renegociar dívidas

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

programa Desenrola Brasil teve o prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias. É a segunda vez que a ação voltada para a renegociação de dívidas é estendida pelo Governo Federal.

A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (21), e é assinada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. O cronograma anterior do Desenrola Brasil previa o encerramento do prazo ontem (20).

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, 15 milhões de pessoas da chama faixa 1 já foram beneficiadas pelo programa, somando R$ 52 bilhões em dívidas renegociadas. Fazem parte desse grupo os brasileiros com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Os inadimplentes negativados entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022 tiveram acesso a descontos médios de 83%, ainda conforme a pasta.

O prazo de adesão ao Desenrola Brasil para as pessoas da faixa 1 já havia sido prorrogado em março.

O programa permite que o saldo negociado seja quitado sem entrada e em até 60 parcelas. Também é possível reunir mais de uma dívida com diferentes credores em um único lado devedor para negociação.

A negociação pode ser feita pela plataforma do programa com uma conta gov.br. Outra opção possibilita a negociação pelos canais de atendimento de agentes financeiros credenciados como Serasa Limpa Nome, Itaú Unibanco, Santander e Caixa Econômica Federal.

Com informações da Agência Brasil.

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha