Pesquisar
Close this search box.

Artesanato palmense terá apoio a nível estadual para divulgação de seus produtos

Imagem de destaque - Rascunho automático
Compartilhar

A coordenadora Estadual do Artesanato do Paraná (alocado na pasta da Secretaria da Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa), Priscila Loureiro Mello visitou a sede da Associação de Artesanato Palmense (APA).

A presidente da APA e proprietária da loja Pinte e Borde Lia Tronco, comentou que a entidade precisa de um canal de divulgação para os trabalhos que são desenvolvidos no artesanato palmense, para que os mesmos sejam conhecidos nacionalmente e também mundialmente. “Já tem peças do artesanato que foi para a França, Alemanha, Paraguai e outros países. Essa iniciativa muito nos alegra, porém, precisamos que essa questão seja ampliada”, disse a presidente e ressaltou que os produtos do artesanato palmense são comercializados no quiosque em frente à Catedral do Senhor Bom Jesus.

Priscila Loureiro Mello, explicou que o intuito dessa visita é para prestigiar a entidade e através da Pasta que atua divulgar o artesanato palmense a nível estadual e nacional. “Está ocorrendo uma reestruturação deste segmento no Estado, estamos visitando os municípios, fazendo o recadastramento dos artesãos no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB)”, pontuou ela e ressaltou que o artesanato paranaense participa das feriras nacionais. “Palmas, tem um potencial enorme em suas diversas culturas, temos a maçã, o pinus, pinhão, pinheiro, gralha-azul, a soja, o milho e o gado Caracu. Através disso podem ser feitos vários produtos para divulgar a cidade no país e também no exterior. As artesãs de Palmas têm um potencial enorme, são caprichosas e tem criatividade”.

 

Imagem de destaque - ALEP
Imagem de destaque - TV A Folha